Realize ações propostas no site e promova pessoas melhores.

Realize ações propostas no site e promova pessoas melhores.

Quem tem o hábito de ler amplia sua inteligência e pode ter uma vida melhor.

Quem tem o hábito de ler amplia sua inteligência e pode ter uma vida melhor.

País desenvolvido se constrói com pessoas bem educadas e bem instruídas.

País desenvolvido se constrói com pessoas bem educadas e bem instruídas.

Estudar para aprender significa estudar pouco, mas todo o dia.

Estudar para aprender significa estudar pouco, mas todo o dia.

Família | Artigos

CONTAR HISTÓRIAS, ESTIMULA A FORMAÇÃO DE LEITORES.

Autor/fonte: Adriane Schreiber Rigliski

 

 

Muitas vezes queremos incentivar nossas crianças a ler, mas não sabemos por onde começar. Uma boa maneira de promover os primeiros encontros com a leitura é lendo, contando histórias. Quando se lê para uma criança, além de transmitir o conteúdo da história,  estamos dando exemplo de leitor, desenvolvendo nela o prazer de ler e o sentido de valor pelo livro.

Para ajudá-lo, aqui vão algumas dicas para ajudá-lo a escolher o que é mais indicado, interessante e prazeroso para as crianças com idade de 1 a 7 anos. Siga as dicas e transforme-se em um bom contador de histórias.

Uma boa história, bem contada abre espaço para a alegria e o prazer de ler, compreender, interpretar a si próprio e à realidade.

 

 

Faixa Etária

Textos

Ilustrações

Materiais

 

De 1 a 2 anos

As histórias devem ser rápidas e curtas

Uma gravura em cada página,

mostrando coisas simples e atrativas visualmente

Livros de pano, madeira, e plástico. É recomendado o uso de fantoches

De 2 a 3 anos

As histórias devem ser rápidas, com pouco texto de um enredo simples e vivo, poucos personagens,

aproximando-se, ao máximo das vivências da criança

Gravuras  grandes e com

poucos detalhes

Os fantoches continuam sendo o material mais adequado. Música também exerce um grande fascínio sobre a criança

 

De 3 a 6 anos

Os livros adequados a essa fase devem propor vivências radicadas no cotidiano familiar da criança.

Predomínio absoluto da imagem, sem texto escrito ou

com textos brevíssimos.

Livros com dobraduras simples. Outro recurso é a transformação do contador de histórias com roupas e objetos característicos. A criança acredita, realmente, que o contador de histórias se transformou no

personagem ao colocar uma máscara

6 ou 7

anos (fase de

alfabetização)

Trabalho com figuras de linguagem que explorem o som das palavras. Estruturas de frases mais simples sem longas construções.

Ampliação das temáticas

com personagens inseridas na coletividade, favorecendo a socialização, sobretudo na

escola.

Ilustração deve integrar-se ao texto a fim de instigar o interesse pela leitura.

Uso de letras ilustradas, palavras com estrutura

dimensiva diferenciada e

explorando caráter

pictórico.

Excelente momento para inserir poesia, pois brinca com palavras, sílabas, sons.

Apoio de instrumentos

musicais ou outros objetos

que produzam sons.

Materiais como massinha,

tintas, lápis de cor ou cera

podem ser usados para

ilustrar textos.

Quadro extraído de:  Contribuições da contação de histórias no desenvolvimento das linguagens na infância – Adriane  Schreiber Rigliski

20/06/2018 Pais desejam o que para seus filhos?

Você que é pai, que é mãe, deliberadamente deseja que seus filhos na vida adulta sejam: preguiçosos? egoístas? mentirosos? ladrões? [...]

08/01/2018 Pais podem ajudar os filhos a estudar melhor?

É comum ouvir, pelo país todo, na maioria das escolas, a expressão: semana de provas. Esta prática, associada a outras [...]

24/01/2016 Leitura Partilhada

Leitura partilhada. As 5 etapas que antecedem o princípio alfabético podem ser divididas em: 1ª) Leitura partilhada. 2ª) Memória auditiva de curto prazo. 3ª) [...]

23/03/2015 Como Educar seus filhos, para mudar uma sociedade corrupta.

Como Educar seus Filhos para Mudar uma Sociedade Corrupta Criado por Chrystian Sales, Gustavo Henrique dos Santos 3 Métodos:Ensinando ConsciênciaEnsinando ResponsabilidadeDesenvolvendo a [...]

13/11/2014 VALORES INDISPENSÁVEIS A UMA BOA EDUCAÇÃO DE FILHOS

Olhando para o futuro, será possível imaginar que um dia as pessoas poderão abrir mão de valores como a honestidade [...]

20/10/2014 SOBRE MEDIOCRIDADE

Autor do livro PROFESSOR NÃO É EDUCADOR. Geralmente, considera-se pessoa medíocre aquela que não manifesta virtude, capacidade ou comportamento que a [...]


Livros que inspiraram O Movimento

Estimulando Inteligência

Estimulando Inteligência

+ Detalhes
Aprendendo Inteligência

Aprendendo Inteligência

+ Detalhes
Professor não é Educador

Professor não é Educador

+ Detalhes
Ensinando Inteligência

Ensinando Inteligência

+ Detalhes

Depoimentos

Valmor Mioranza

Ao tomar conhecimento do Projeto Pessoas Melhores, lembrei-me de um fato interessante e que pode ser aplicado também nos dias atuais. Quando aluno interno do Colégio La Salle(Toledo), todos os dias na hora do almoço, no refeitório, para mais de 100 internos, existia o momento da leitura. Batia a sineta e era o momento do silêncio para a leitura em forma de rodízio, de um livro, não religioso já determinado pela direção e ou professores do colégio, mas de escritores renomados, Machado de Assis...e outros. Poderia ser levado isto aos colégios, 5 minutos de leitura antes de cada aula, com sequencia no dia seguinte, do mesmo livro, até seu término, ou em empresas cujas refeições são feitas no local, em pelo menos um dia da semana.
Deixe seu depoimento